Skip navigation

*
se próxima ao o.w.s. estivesse, uma consulta agendado eu teria.
*
oi, tô confusa.
*
há dias escrevo posts GIGANTES e no final me dou conta de que – caralho, isso não faz sentido nenhum e deleto.
*
o que significa, amiga dona de casa, que isso aí que você vai ler (ou não) é o mais próximo que eu consegui chegar ao que a humanidade chama de RACIOCÍNIO.
*
olha. eu não sei você, mas ESSE é o tipo de coisa que faz a minha cabeça EXPLODIR em mil pedaços. MIL-PE-DA-ÇOS.

primeiro porque eu sou o tipo de gente que se interessa pelas coisas e não se aprofunda (o que em muitas culturas também é conhecido como idiota, mas não vamos entrar nesse mérito). aí eu acabo colhendo milhares de informações fracionadas e criando todo um universo que PROVAVELMENTE tem NADA a ver com a realidade. sabe como?

segundo (que não é bem um segundo e sim um 1.1) porque a minha memória é um cu e eu SEMPRE tenho aquela dúvida de – ixi, eu vivi isso ou só sonhei? ou no caso – eu SEI isso ou tô inventando?

terceiro (que é meique um item 1.1.2). esqueci. putamerda. ok. vamos pular o terceiro item.

(tipos que provavelmente não ta dando pra entender onde eu quero chegar.)

(e tipos que essa sensação persistirá até o final do texto. quiçá até o fim da minha existência enquanto ser social. bjo.)

voltando.

Se as sensações visuais fossem primariamente recebidas, e não construídas pelo cérebro, era de se esperar que a maioria das fibras que chegam ao córtex visual primário do cérebro viesse da retina. Cientistas descobriram, porém, que este só é o caso de 20% delas; 80% descem das regiões do cérebro que comandam funções como a memória. Richard Gregory, um eminente neuropsicólogo britânico, calcula que a percepção visual seja composta de mais de 90% de memória e menos de 10% de sinais dos nervos sensórios.

quer dizer gente. tô loca não né. de ficar em dúvida se o que eu tou vendo eu tou vendo. se o que eu tou vivendo eu tou vivendo. veja bem. eu sei. ou imagino. que as pessoas questionem esse tipo de coisa também. só não sei se é com a mesma freqüência que eu. que tipos. tô parada na calçada completamente CONSCIENTE da minha existência quando DE REPENTE já fico opa. e aquele caminhão hein? perdeu o controle não? passou por cima de mim não? porque né. tô SEMPRE crente de que – morri e não me liguei. que é basicamente um – tô em coma e tô construindo todo um mundo de marlboro – my own matrix – baseada na minha memória e tralalá, manoel carlos ficaria orgulhoso. aí é isso. louca né. vamos mudar de assunto.
*
acho que eu preciso GESTICULAR pra falar sobre isso. veja bem. tô com todo um discurso de MUNDO ME COMPREENDA, mas sem gesticular fica difícil.
*
ando na rua e fico chocada com a quantidade de gente que – nascido no lugar certo, na hora certa – muito faria sucesso em hollywood. juropordeos.
*
a minha irmã faz isso também, vê que coisa.

falei – eu vejo as pessoas na rua e penso…
e ela completou – que elas fariam MUITO SUCESSO NÉ? (com aquele jeito meio histérico miguxo que ela tem)

tipo irmãs mesmo. duh.
*
amanhã tem ISSO e ISSO. \o/
*
dormir pra quê, não é mesmo?
*

Anúncios

2 Comments

  1. coisa maluca né. e gente que nao tem memoria igual eu, o que vê?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: