Skip navigation

Monthly Archives: abril 2010

*
eu tava bem feliz postando photo de mulé pelada no tumblr quando lembrei que contamos com um visitante proveniente de apucarana.

medo de postar e receber telefonema – seu tio acabou de morrer. o legista disse que foi DESGOSTO.

tô podendo com esse karma não.
*
nesse exato momento da minha existência, tô passando um frio desgraçado. consigo pensar em nada enquanto não desligarem o ar condicionado (central. ou seja, vão desligar coisa nenhuma).

aí resolvi vim aqui dar um alô.
*
alô caravana de apucarana.
*
essa semana fui à trigésima sexta dentista da minha vida. e ouvi pela qüinquagésima vez que eu preciso fazer terapia.
*
bruxismo mandou abraço.
*

Anúncios

*
http://shouldbesleeping.tumblr.com/

*

*


*
imdb.
*

*
lembrete: NUNCA subestimar o poder de incomodância de calcinhas vagabundas.
*
semana passada, entre outras coisas divertidas, dei uma força a uma menina que passou mal no trabalho. não sou do tipo que SE DESESPERA e tals, então não foi realmente um SUFOCO.

(acompanhei uma vez uma senhora INFARTANDO em pleno centro de são Paulo e ainda hoje, se nos encontrarmos, ela dirá que a minha calma a salvou. vê que lindo. (sendo franca, eu tava meio que cagando para a senhora. quer dizer. eu tava vendo ela ali, estribuchando, e não tava CONSEGUINDO me compadecer e tals. aí passei a fazer a linha de – VAMOS MANTER A CALMA QUE VAI DAR TUDO CERTO PORRA. deu e eu virei SANTA))

pois bem, a menina. ela trabalha em uma sala em frente à minha e eu achei CURIOSO quando um rapaz veio pedir minha ajuda. nem sou AMIGA dela nem nada. mas tudo bem. eu tava meiquenrolando mesmo, fui.

cheguei lá e, MERMÃO, a menina SANGRAVA a cântaros. pensa. em TODAS as suas menstruações da vida. agora pensa nisso aí vindo VIOLENTAMENTE de uma só vez. então. achei que ela fosse MURCHAR na minha frente.

(pra você ver que eu não sou boa em fazer mistério, digo logo que eu chamei socorro profissional, ela foi embora e fim da história)

o que me chocou mesmo foi entrar na sala e encontrar ela lá, banhada em sangue e sozinha. o rapaz que me chamou, todo constrangido, comentou que as outras meninas da sala ficaram COM NOJO. e preferiram sair da sala a ajudar.
*
acho triste, pra dizer verdade. que as pessoas não percebam. que aquilo faz parte delas e que não faz sentido sentir nojo. não precisa AMAR ou coisa assim, mas porra. nojo de quê, fala a verdade.
*

*
i just caaaaaaalled, to saaaaaay, i looooooove youuuuuuu.
*
tô cantando pra espantar OS MALES do mundo.
*
pintei minhas unhas de SEREIA e estou com um VESTIDO DE ONCINHA e MANGAS BUFANTES. calcule o MEU GRAU de piriguetismo.
*
o mundo seria tão mais AGRADÁVEL se as pessoas conseguissem responder as coisas tal qual o GURU DO GUGU. sim/não/talvez. mas não. a seleção natural tratou de manter os genes prolixos VAGANDO por aí.

transcrevo aqui uma das minhas milhares de conversas NÃO CONCLUSIVAS via msn. que se repetem por telefone. e PRINCIPALMENTE ao vivo.

eu – R., você sabe se a informação X foi contemplada na nova proposta?

R. – bom na ultima proposta comtempla
porem tem a informaçao do C.
que nao permite
o q eu entendo que deve ser a permanecia apos o horario
e nao a escala
mas e bom confirmar com ele
se nao comtemplar
a gente suspende os plantoes dos profissional
mas eu acho q deve estar sim
pq ele ja solicitou
mas preciso confirmar
vamos ver
não sei dizer

eu – ou seja, não sabe dizer. você vai confirmar com o C. e alterar a proposta, certo?

R. – sim
vou falar com ele
assim q conseguir
pq ele nunca atende o cel
rsrsrs
mas eu deixo recado ele me retorna ok???
assim q tiver a informaçao
eu te falo
vou almoçar
bjs

¬¬
*

*
madrugar sexta-feira pra ficar 40 minutos dentro de um ampm e levar bolo de gentes do trabalho não é brincadeira.
*
aí a pessoa te atende (40min) depois, com A VOZ de sono e se entrega – tô indo, mas ontem eu não fui pra balada viu.

amigo, você podia ter ido à putaqueopariu se quisesse, AGORA levanta e vem. porra.
*
agora tô aqui, enrolando, quando eu poderia estar dormindo.
*
começou ontem o festival é tudo verdade e além daquele lá dos IANOMAMIS (ou qualquer lance INDÍGENA assim), PRECISO assistir O POVO CONTRA GEORGE LUCAS. ohyeah.
*

*

tô maluca.

era DISSO aqui que eu tava falando (consertei o link já).
*

o que não quer dizer que eu vá esclarecer ALGUMA coisa. veja bem.
*

solitário número nove sumiu dacademia. tive nem tempo de parabenizar.
*

viver a vida.

osmar bancando O HETERO falando – mentira, JURA? com a mão cobrindo a boca em sinal de espanto, é tipo o fail do século. SE LIBERTA, HOMEM.
*

uma das coisas que eu pretendo entender melhor é a relação entre moda, patriarcado e feminismo. a PROFESSORA MAIS LINDO DO MUNDO pulou séculos inteiros por falta de tempo, mas é impressionante como são claros os momentos históricos em que a moda passou a reforçar as questões de gênero. rosa de menina e azul de menino.

nove meses depois da queda (da cabeça) do luis XVI (revolução francesa e tralalá) foram revogadas as leis sumptuárias com o decreto: “nenhuma pessoa, de QUALQUER SEXO, poderá obrigar a nenhum cidadão a vestir-se de uma maneira determinada… cada um é livre para usar a roupa e adorno DE SEU SEXO que deseje.” quer dizer. o lance de gênero não está ali por acaso. ainda que as tais das leis sumptuárias existissem para determinar vestimentas adequadas de acordo com a sua classe social e só. não que que antes o mundo (ocidental) fosse uma grande festa do caqui maduro. mãs. (tô juntando os cacos, vamos com calma).

antes, antes.

o irmão mais novo de luis XIV passou a infância vestido e tratado como mulher. costume da época, quando os irmão eram homens, de tratar um deles como menina para evitar confrontos. e aí, havia quem pegasse GOSTO pela coisa. e passasse a vida inteira assim. tipo o monsieur choisy. que é TIPO o gregory hemingway. (hohoho)
*

ok. escrotizei a coisa toda.
*

boa noite.
*

*
se próxima ao o.w.s. estivesse, uma consulta agendado eu teria.
*
oi, tô confusa.
*
há dias escrevo posts GIGANTES e no final me dou conta de que – caralho, isso não faz sentido nenhum e deleto.
*
o que significa, amiga dona de casa, que isso aí que você vai ler (ou não) é o mais próximo que eu consegui chegar ao que a humanidade chama de RACIOCÍNIO.
*
olha. eu não sei você, mas ESSE é o tipo de coisa que faz a minha cabeça EXPLODIR em mil pedaços. MIL-PE-DA-ÇOS.

primeiro porque eu sou o tipo de gente que se interessa pelas coisas e não se aprofunda (o que em muitas culturas também é conhecido como idiota, mas não vamos entrar nesse mérito). aí eu acabo colhendo milhares de informações fracionadas e criando todo um universo que PROVAVELMENTE tem NADA a ver com a realidade. sabe como?

segundo (que não é bem um segundo e sim um 1.1) porque a minha memória é um cu e eu SEMPRE tenho aquela dúvida de – ixi, eu vivi isso ou só sonhei? ou no caso – eu SEI isso ou tô inventando?

terceiro (que é meique um item 1.1.2). esqueci. putamerda. ok. vamos pular o terceiro item.

(tipos que provavelmente não ta dando pra entender onde eu quero chegar.)

(e tipos que essa sensação persistirá até o final do texto. quiçá até o fim da minha existência enquanto ser social. bjo.)

voltando.

Se as sensações visuais fossem primariamente recebidas, e não construídas pelo cérebro, era de se esperar que a maioria das fibras que chegam ao córtex visual primário do cérebro viesse da retina. Cientistas descobriram, porém, que este só é o caso de 20% delas; 80% descem das regiões do cérebro que comandam funções como a memória. Richard Gregory, um eminente neuropsicólogo britânico, calcula que a percepção visual seja composta de mais de 90% de memória e menos de 10% de sinais dos nervos sensórios.

quer dizer gente. tô loca não né. de ficar em dúvida se o que eu tou vendo eu tou vendo. se o que eu tou vivendo eu tou vivendo. veja bem. eu sei. ou imagino. que as pessoas questionem esse tipo de coisa também. só não sei se é com a mesma freqüência que eu. que tipos. tô parada na calçada completamente CONSCIENTE da minha existência quando DE REPENTE já fico opa. e aquele caminhão hein? perdeu o controle não? passou por cima de mim não? porque né. tô SEMPRE crente de que – morri e não me liguei. que é basicamente um – tô em coma e tô construindo todo um mundo de marlboro – my own matrix – baseada na minha memória e tralalá, manoel carlos ficaria orgulhoso. aí é isso. louca né. vamos mudar de assunto.
*
acho que eu preciso GESTICULAR pra falar sobre isso. veja bem. tô com todo um discurso de MUNDO ME COMPREENDA, mas sem gesticular fica difícil.
*
ando na rua e fico chocada com a quantidade de gente que – nascido no lugar certo, na hora certa – muito faria sucesso em hollywood. juropordeos.
*
a minha irmã faz isso também, vê que coisa.

falei – eu vejo as pessoas na rua e penso…
e ela completou – que elas fariam MUITO SUCESSO NÉ? (com aquele jeito meio histérico miguxo que ela tem)

tipo irmãs mesmo. duh.
*
amanhã tem ISSO e ISSO. \o/
*
dormir pra quê, não é mesmo?
*

*
parece que agora o verão se foi de verdade. puta tempinho bom pra fazer o que eu sei fazer melhor. nada.
*
reza a lenda que a melhor maneira de REINTEGRAR o chiclete à natureza é jogando no asfalto.
*
como se não bastasse eu ter um amigo COSPLAYER e outro que depois de anos de convivência pacífica e digna resolveu virar RESIDENTE do vila country, a pessoa com quem eu mais conversei até agora no CURSO DA SEMANA é aluna do curso de ARTES DO CORPO. na puc.

tipos que artes do corpo SEMPRE foi uma piada interna entre a galerem. porque né. ar-tes-do-cor-po. até contei isso pra ela ontem. que a minha definição de gente maluca/hippie/dança contemporânea é isso. artes do corpo da puc.

certa de que aquela seria A OPORTUNIDADE de passar por cima dos meus tão queridos preconceitos, pedi pra ela EXPLICAR o quê diabos era aquele curso. tipos que eu sou capaz de ENTENDER ciências atuariais, então, com alguma ajudinha, talvez eu fosse capaz de captar what a fuck. ou não.

ela falou, falou, falou e eu cheguei à conclusão de que. bem. permanece intacta a PIADA.
*
a pessoa entra no msn com a frase pós nome:

AI MEU DEUS!!!!!! VALEU FULANO… DESCANSE EM PAZ!!

depois de alguns dias alguém (não eu, que tou cagando) resolve quebrar o silêncio e perguntar WHAT? e recebe a resposta.

– cara, prefiro não falar sobre isso.

quer dizer.
*


*

*
opa, como é que ta?
*
vamos tentar RETOMAR, ok?
*
chegará o dia em que eu poderei andar por aí com as minhas pernas peludas sem que isso seja um CONSTRANGIMENTO.
*
glorINHA kalil no fantárrrdigo dizendo o que pode e o que não pode no mundo dos esmaltes é um troço que DESANIMA.
*
fantárrrdigo é um trôço que DESANIMA.
*
tipo receber e-mail te COMENDO O CU com um FIQUE COM DEUS de assinatura.
*
então estamos, renatchênha-do-agreste e eu, MERGULHADAS em um mundo MEU AMOR, de rhyqueza e glamour, onde as pessoas vão passar O FERIADO na grécia. sabe como? pois então, nem eu. agora pensa em alguém DESLOCADA. \o/
*
misfit.
*
mas nem por isso deixamos de lado a tradição de estarmos RODEADAS por (sub-sub) celebridades.

adjevênha quem faz aula de HISTÓRIA DA ARTE conoscoámm.

dou-lhe uma: pessoa do MEIO MUSICAL.
dou-lhe duas: trabalhado no PASSINHO de dança e no JEITO MOLEQUE.
dou-lhe três: amigo da xuxa, brother do youcandance e cidadão de SAMPA.

sacou? sacou? SAM-PA.

história da arte. pois.
*
mais por nostalgia do que por qualquer outra coisa, queria ter visto o dominatrix, sábado passado, no soma.
*
aí a gente descobre que a locadora vai fechar as portas e resolve comprar UM MILHÃO de filmes como se amanhã não houvesse. respondi e-mail da moça-dona-da-locadora com o coração SANGRANDO. de emoção e dívidas.

e se me perguntar, tenho todo um discurso preparado com a ECONOMIA que uma filmoteca representa. imagina. NUNCA MAIS saio de casa. NUNCA MAIS.
*
não vi dominatrix, mas vi donnie darko e blue velvet pela qüinquagésima vez, comi horrores, rolei na grama com cachorros-monstros de 500kg, andei na chuva, joguei buraco e paciência, dormi de conchinha, acordei sem despertador, não fiz social, não respondi e-mail, não atendi telefone. quer dizer. feriado PERFEITO.
*